A formação do mercado de trabalho no Brasil

A formação do mercado de trabalho no Brasil
Alexandre de Freitas Barbosa

Preço: 52 (360 páginas)
ISBN: 978-85-98325-70-5

Compre online na loja Alameda Editorial


A formação do mercado de trabalho no Brasil
Estudo desvenda a complexa realidade do mundo do trabalho

O Brasil do século XXI continua sendo o país do contraste entre o moderno e o atrasado, causado pela péssima distribuição de renda e pela elevada pobreza. Este livro, do economista Alexandre de Freitas Barbosa, é uma contribuição importante para se entender o processo de formação do mercado de trabalho brasileiro. Ao abarcar um período histórico que vai da escravidão aos nossos dias, o pesquisador fornece uma visão profunda sobre o tema, explicando e analisando os problemas inerentes ao processo de consolidação do trabalho assalariado no Brasil.
O autor procura solucionar como a formação do mercado de trabalho no Brasil mostrou-se especialmente difícil, contando com a reciclagem de formas pré-capitalistas, e estando permeada por diversidades regionais e por um papel ativo do Estado em todas as suas etapas. O estudo não comete simplificações muitas vezes encontradas no pensamento econômico, que reduzem a importância da trajetória econômica e social pregressa sobre o processo atual de desenvolvimento do país.
Desta forma, o livro apresenta uma reflexão complexa sobre a dimensão econômica do processo de formação do mercado nacional de trabalho inscrita como parte integrante das ciências sociais. O ensaio, assim, não se deixa aprisionar pela perspectiva encontrada na análise econômica vulgar, buscando em autores como Caio Prado Jr, Sérgio Buarque de Holanda, Celson Furtado e Florestan Fernandes as pistas conceituais para se desvendar a realidade do mundo do trabalho no Brasil.

Sobre o autor: Alexandre de Freitas Barbosa é mestre em História Econômica pela USP e doutor em Economia Social e do Trabalho pela UNICAMP. Foi assessor da Secretaria do Desenvolvimento, Trabalho e Solidariedade da Prefeitura de São Paulo (2003/2004) e professor da Universidade Mackenzie, tendo atuado também como consultor da Prospectiva Consultoria Internacional e pesquisador do Instituto Observatório Social. Atualmente é pesquisador do CEBRAP.

COMENTÁRIOS