Código: 146

A interiorização da metrópole e outros estudos

Bookmark and Share

Referência: 85-98325-08-2


Não disponível

Enviar
Avise-me quando estiver disponível

 

A interiorização da metrópole
Um pequeno clássico da história do Brasil
 
Maria Odila Leite da Silva Dias era uma jovem pesquisadora quando escreveu Aspectos da Ilustração no Brasil. Dez anos mais tarde, já com a carreira consolidada, publicou A Interiorização da Metrópole, no livro 1822 – Dimensões, organizado por Carlos Guilherme Mota para a editora Perspectiva, em 1972. Ideologia Liberal veio por último, primeiramente editado no Jornal da Tarde, em 4 de julho de 1976, e depois nos Anais do Museu Paulista de 1981.
Ao longo dos 40 anos desde a concepção de Aspectos da Ilustração até a edição deste volume, esses artigos tornaram-se referência para historiadores e estudiosos em geral. Na verdade, transformaram-se em pequenos clássicos da historiografia brasileira, leitura obrigatória para quem quer entender o nosso passado.
Apesar de escritos em épocas diferentes, os textos tratam de um problema comum. Nos três, Maria Odila está preocupada com a continuidade das elites dirigentes antes e depois da Independência. Para ela, o projeto nacional de construção do Estado brasileiro nasceu do projeto ilustrado concebido pelo Marquês de Pombal. “As elites coloniais viveram mais em conivência com as autoridades portuguesas do que em conflito. É o que torna sui generis o processo de separação de Portugal, que se deu quase a contragosto”, diz a historiadora. As elites dirigentes do Império implementaram o seu projeto de nacionalidade através da consolidação da hegemonia do Rio de Janeiro sobre as demais províncias do Brasil, retomando o processo colonizador, as relações de nepotismo e de confusão do público e do particular.

 

Sobre a autora: Maria Odila Leite da Silva Dias é professora do programa de pós-graduação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e professora aposentada do Departamento de História da Universidade de São Paulo. É autora de O Fardo do Homem Branco: Robert Southey, Historiador do Brasil (1974), Rebouças e o Diário da Guerra do Paraguai (1974), Cotidiano e Poder em São Paulo no Século XIX (1984) e Sérgio Buarque de Holanda, Historiador (1985).

ISBN: 85-98325-08-2

Deixe seu comentário e sua avaliação


Características