Código: 182

Estudos sobre o teatro antigo

Bookmark and Share

Referência: 978-85-7939-013-5


Por:
R$ 44,00

ou 3x sem Tarifa de R$ 14,67
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

 

Estudos sobre o teatro antigo
A arte dramática greco-latina
 
Na Atenas dos séculos VI e V a.C., o teatro deixa de lado a improvisação ritual e torna-se espetáculo. Poetas compõem e apresentam suas peças em festivais, atores são contratados para exercer os papéis, cidadãos participam do coro, exercem a função de produtores e integram o júri encarregado de premiação. Com Platão e Aristóteles, no século IV a.C., a teoria teatral também tem sua origem na Grécia.
Por tudo isso e, em especial, pela qualidade de seus poetas, a experiência grega foi decisiva para o desenvolvimento da arte dramática no Ocidente. A palavra “teatro”, que designa a uma só vez o lugar onde o espetáculo acontece, o espetáculo em si e os espectadores que assistem a ele, é de origem grega (a raiz thea significa visão); assim como drama (cujo primeiro sentido é ação), integra o vocabulário de diversas línguas do planeta. O legado grego continuou em Roma, onde as comédias de Plauto e Terêncio e as tragédias de Sêneca foram decisivas para a formação do teatro ocidental, alimentando a dramaturgia de Shakespeare e Racine, por exemplo.
Os artigos que compõem este livro se debruçam sobre a produção greco-latina, analisando-a a partir de dois eixos temáticos: o lugar do engano e da ilusão na fabulação dramática e a representação do masculino e do feminino no teatro antigo. São fruto das atividades do Grupo de Pesquisa “Estudos sobre o teatro antigo”, criado em 2002 por Zelia de Almeida Cardoso e Adriane da Silva Duarte, docentes da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Além das duas pesquisadoras, integram o Grupo de Pesquisa docentes e alunos vinculados à pós-graduação em letras clássicas de diversas instituições nacionais, notadamente da USP e da Unicamp. A coletânea é, a uma só vez, reflexo e contribuição para os estudos do drama antigo em nosso país.
 
Sobre as organizadoras: Adriane da Silva Duarte é doutora em Letras Clássicas e professora de Língua e Literatura Grega na USP. É pesquisadora do CNPq. Lidera, ao lado de Zelia Cardoso, o grupo de Pesquisa “Estudos sobre o Teatro Antigo” (USP/CNPq). É autora do livro O dono da voz e a voz do dono: a parábase na comédia de Aristófanes (2000) e tradutora das comédias aristofânicas As Aves (São Paulo: HUCITEC, 2000) e de Duas comédias: Lisístrata e As tesmoforiantes (São Paulo: Martins Fontes, 2005). Zelia de Almeida Cardoso, docente do Programa de Pós-Graduação em Letras Clássicas da USP e líder do Grupo de Pesquisa “Estudos sobre o Teatro Antigo” (USP/CNPq), é doutora em Letras e Livre-Docente em Língua e Literatur Latina. É autora de Iniciação ao Latim (São Paulo: Ática, 2009), A literatura latina (São Paulo: Martins Fontes, 2003), Estudos sobre as tragédias de Sêneca (São Paulo: Alameda, 2005), e tradutora de Sêneca, As Troianas (São Paulo: HUCITEC, 1997).

 

ISBN: 978-85-7939-013-5

Deixe seu comentário e sua avaliação


Características