Código: 346

MULHERES e poder no Alto Sertão da Bahia

Bookmark and Share

Referência: 9788579391224


Por:
R$ 44,00

ou 3x sem Tarifa de R$ 14,67
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

MULHERES e poder no Alto Sertão da Bahia
A escrita epistolar de Celsina Teixeira Ladeia (1901 a 1927)

Este livro aborda a correspondência epistolar e as sociabilidades de Celsina Teixeira, uma fazendeira do Alto Sertão da Bahia, entre 1901 e 1927. Traz uma contribuição fundamental para os estudos das relações de gênero no Brasil, ao elaborar com sutileza o seu espaço de autonomia, ocultado pelo discurso ideológico dos papéis prescritos para as mulheres de elite. Marcos Profeta demonstra uma extraordinária vocação para a interpretação histórica ao nos revelar os parâmetros nos quais Celsina Teixeira se enquadrava e através de que silêncios e ocultamentos exercia sua vontade, sua energia de administradora dos negócios e de mulher atuante na política local. É interessante como, justamente através da palavra escrita, o autor faça com tanto sucesso a crítica dos valores culturais que atribuíam às mulheres espaços pouco privilegiados na sociedade.
De leitura muito agradável, este livro revela também as qualidades intelectuais de um pesquisador feminista, o que por si só já surpreende, mas não tanto quanto nos causa impacto o seu modo peculiar de escrever aprofundando as contradições das cartas, reveladoras da vida de grandes desafios econômicos das famílias de elite do sertão, da enorme pressão representada pelas secas e pelo clima inóspito e imprevisível da região, a exigir de uma mentalidade tradicional e religiosa imensa capacidade de improviso.
O autor, a partir de uma escrita apurada e ao mesmo tempo extremamente sensível para com os indícios mais tênues e às frases as mais reveladoras, procede a um exercício de interpretação arguto e ardiloso. Concentra-se em minúcias dos textos das cartas, demora-se em pequenas frases, referências sutis. Inspirado pela epistemologia feminista e pelos textos inovadores de Michel de Certeau, extrai das correspondências os indícios das tensões e dos não ditos que perfazem o espaço da autonomia do indivíduo, em meio às exigências do quotidiano e das amarras do grupo familiar.
Profa. Dra. Maria Odila Leite da Silva Dias

Sobre o autor: Marcos Profeta Ribeiro nasceu em Pindamonhangaba (SP), em 1973. Formou-se em História na Universidade de São Paulo em 1998. Defendeu seu mestrado, que originou esse livro, em 2009 pela PUC-SP, sob orientação da Profª Drª Maria Odila Leite da Silva Dias. Professor assistente do curso de História do Departamento de Ciências Humanas da Universidade do Estado da Bahia, campus VI – Caetité, onde atua na área de Teoria da História e Pesquisa Histórica. Dedica-se às pesquisas sobre relações de gênero no Alto Sertão da Bahia. Integra a coordenação do Arquivo Público Municipal de Caetité e faz parte do Grupo de Pesquisa Cultura, Sociedade e Linguagens – CNPq.

Deixe seu comentário e sua avaliação


Características