Código: 1493

Saudades de Lídia e Armido, poema atribuído a Bernardo Vieira Ravasco: estudo e edição

Bookmark and Share

Referência: 9788579395697


Por:
R$ 44,00

ou 3x de R$ 14,67 sem Tarifa
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

Este livro apresenta o estudo e a edição das inéditas Saudades de Lídia e Armido, longo poema (com 158 oitavas em versos hendecassílabos) atribuído a Bernardo Vieira Ravasco (c.1617-1697) em dois manuscritos: um, do século XVII, depositado na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin em São Paulo e outro, do século XVIII, na Biblioteca da Ajuda em Lisboa. Este segundo faz parte de uma das miscelâneas poéticas manuscritas que, compiladas por Antônio Correia Vianna no século XVIII em Portugal, são fontes valiosas e pouco exploradas da poesia seiscentista portuguesa e luso-brasileira. Para estudar e editar essas Saudades nunca impressas, foram adotados e discutidos critérios de edição, leitura e análise que visaram menos a uma sempre suposta “autenticidade autoral” do texto do que à sua “autoridade”, por ser a auctoritas uma noção mais condizente com as práticas letradas dos séculos XVII e XVIII em Portugal e na América Portuguesa. Assim, com esta publicação, pretende-se contribuir para um melhor conhecimento, divulgação e discussão da história e das letras luso-brasileiras do século XVII, em particular de sua poesia e de suas preceptivas retórico-poéticas. Outro propósito deste trabalho, tendo em vista a excelência daquelas agudas Saudades que lhe são atribuídas, é tentar recuperar a autoridade poética de Bernardo Ravasco, muitas vezes deixado pelos pesquisadores à sombra de seu célebre irmão, o Padre Antônio Vieira. Isso porque, Bernardo, além de importante persona política da América Portuguesa nos anos Seiscentos, tendo ocupado o alto cargo de “Secretário do Estado do Brasil” (1646-1697), teria sido também, segundo fontes seiscentistas e setecentistas, um excelente poeta, mas cuja obra poética foi (e ainda é) muito pouco conhecida e comentada, porque dela quase nada se publicou. Portanto, o estudo e a edição dessas manuscritas Saudades de Lídia e Armido, pertencentes ao corpus poético de Bernardo Vieira Ravasco, visam proporcionar a esse poeta-autoridade que, de sombra Antônio, se faça luzeiro Bernardo das ainda mal avistadas letras luso-brasileiras do século XVII.

 

MARCELO LACHAT é graduado em Letras pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), mestre e doutor em Literatura Portuguesa pela Universidade de São Paulo (USP). É professor do Departamento de Letras da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características