Código: 818

Uma Paris dos Trópicos?

Bookmark and Share

Referência: 9788579392603


Por:
R$ 40,00

ou 3x sem Tarifa de R$ 13,33
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

No “tempo do rei”, com a vinda da família real portuguesa, o Rio de Janeiro conheceu transformações diversas que o singularizaram das demais cidades do Império Português. Novas instituições políticas e culturais foram criadas, fazendo da antiga colônia uma “nova Lisboa” e aperfeiçoando as artes e as ciências. Sem dúvida, muito já se escreveu sobre tais processos, ocorridos na cidade do Rio de Janeiro, ao longo da primeira metade do Oitocentos.

 

O livro de Vinicius Cranek Gagliardo traz, no entanto, um olhar inovador sobre o tema. Jovem historiador, ele demonstrou grande sensibilidade ao analisar a dicotomia civilização/atraso, que predominou no discurso das elites intelectuais do século XIX. Por meio de um texto escrito com clareza, expõe temática instigante e original. Utilizando-se de um rico conjunto de fontes – os Códices e os Editais da Intendência de Polícia, os periódicos da Sociedade de Medicina do Rio de Janeiro e os relatos de inúmeros viajantes que passaram pela cidade naquele período –, Vinicius apresenta, a partir de leituras distintas, o processo de europeização e o grau de civilização alcançadas pelo Rio de Janeiro. Dessa forma, o autor consegue mapear a convivência de diferentes perspectivas da europeização do Rio de Janeiro, que, em um momento inédito para o Reino/Império do Brasil, foram construídas por uma plêiade de indivíduos que vivenciaram o cotidiano da cidade, combinando enfoques da história cultural e da nova história política.

 

Lúcia Maria Bastos Pereira das Neves

Professora Titular de História Moderna - UERJ

 

Sobre o autor: Vinicius Cranek Galgliardo é historiador e mestre em História pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” - Unesp/Franca. Atualmente, desenvolve pesquisa de doutorado, na mesma instituição, sobre a imprensa no Rio de Janeiro oitocentista, especificamente sobre o processo de civilização do povo por meio dos periódicos fluminenses.

Deixe seu comentário e sua avaliação


Características