Guerrilheiras - Memórias da ditadura e militância feminina, de Juliana Marques do Nascimento

Guerrilheiras - Memórias da ditadura e militância feminina, de Juliana Marques do Nascimento

Marca: Alameda Editorial Modelo: 2022 Referência: 9786559660681

  • Peso: 434 gramas
  • Medida: Altura: 01cm, Largura: 16cm, Comprimento: 23cm
  • Páginas: 266 páginas

Por:
R$ 64,00

R$ 60,80 à vista com desconto Pix - Yapay
ou 3x de R$ 22,19 com juros
Simulador de Frete
- Calcular frete

Guerrilheiras, de Juliana Marques do Nascimento
Memórias da ditadura e militância feminina

Guerrilheiras: memórias da ditadura e militância feminina nos conta uma história da memória da ditadura militar de 1964 ao longo do período democrático a partir de duas figuras emblemáticas da luta feminina contra o regime: Dilma Rousseff e Iara Iavelberg.

A obra analisa duas biografias: Iara: reportagem biográfica, escrita em 1992 pela jornalista Judith Patarra, em torno da vida e militância política da jovem Iara Iavelberg, morta pela ditadura, e A vida quer é coragem: a trajetória de Dilma Rousseff, a primeira presidenta do Brasil, escrito por Ricardo Batista Amaral, publicado em 2011, logo no início do primeiro mandato presidencial de Dilma.

A historiadora Juliana Marques analisa a fundo como as vidas de Dilma e Iara foram contadas, partindo de algumas questões: 1. Quem são os autores? 2. Quais condições cercaram os processos de escrita de cada um? 3. Em que contextos escreveram? 4. Por que escreveram? 5. E por que cada um escolheu a sua respectiva biografada? Estas são algumas perguntas que interessaram à autora. Mas, sobretudo, interessa também saber quem são as biografadas e como a visão dos autores moldou suas trajetórias, pois que estavam condicionadas pelas circunstâncias que deram origem a esses livros. Também não escapa a Juliana Marques do Nascimento como as visões de gênero de Patarra e Batista Amaral condicionaram a construção das biografias de Iara e Dilma.

Guerrilheiras enfrenta o desafio de lidar com personagens que foram sacralizadas pelo imaginário coletivo de esquerda – como é o caso de Iara, transformada em heroína e “musa” – ou, como Dilma, colocada no centro de uma grande crise política.

Sobre a autora: Juliana Marques do Nascimento é graduada em História pela Universidade Federal de São Paulo e mestra em História pela Universidade Federal Fluminense. Pesquisadora do Núcleo de Estudos Contemporâneos (NECUFF), dedica seus estudos à história das mulheres e história do tempo presente.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Peso: 434 gramas
  • Medida: Altura: 01cm, Largura: 16cm, Comprimento: 23cm
  • Páginas: 266 páginas

Confira os produtos