PRÉ-VENDA: Duas guerras na América, de Vitor Izecksohn (ENVIO A PARTIR DE 25/01/2021)

PRÉ-VENDA: Duas guerras na América, de Vitor Izecksohn (ENVIO A PARTIR DE 25/01/2021)

Marca: Alameda Modelo: 2020 Referência: 978-65-86081-46-6

Características


  • Autor: Vitor Izecksohn
  • Páginas: 354 páginas
  • Medida: Altura: 01cm, Largura: 14cm, Comprimento: 21cm
  • Peso: 250 gramas

Por:
R$ 68,00

ou 3x de R$ 23,57 com juros
Simulador de Frete
- Calcular frete

Raça, cidadania e construção do Estado nos Estados Unidos e Brasil (1861–1870)

 

Este livro demonstra como o recrutamento militar afetou a política das sociedades dos Estados Unidos e do Brasil durante os períodos da Guerra Civil e da Guerra do Paraguai. O texto discute os significados de termos como patriotismo, honra nacional, união e cidadania durante contextos de emergência constitucional derivados de longas e desgastantes campanhas militares. Ele trata dos processos decisórios que levaram à transformações importantes em cada um dos exércitos combatentes, mostrando a ambivalência das práticas de recrutamento para as relações centro-periferia em cada um dos países, particularmente quando os apelos iniciais ao voluntarismo foram substituídos por práticas coercitivas.
O trabalho discute os dilemas da integração nacional que cada governo tentou executar a partir da expansão do recrutamento militar, destacando protestos e revoltas que delinearam visões opostas a respeito das interações entre distintos graus de autoridade. Os esforços bélicos também incidiram sobre a instituição da escravidão nos Estados Unidos e no Brasil, mas suas consequências foram díspares: sobrevida da instituição no império; abolição e integração militar nos EUA.
Para os interessados nas interseções entre os conflitos regionais, disputas político-partidárias e cidadania militar este trabalho oferece insights sobre como a Guerra Civil Americana ressoou entre a elite brasileira, particularmente no que diz respeito à abolição da escravidão naquela república. Ao fazê-lo, ele ajuda à compreensão do papel crucial do partido republicano no esforço militar da União, uma ferramenta indisponível à monarquia brasileira. O texto oferece um panorama dos impasses enfrentados pelos dois governos centrais, enfatizando as consequências que a decisão por uma vitória incondicional gerou para as vidas de seus habitantes. Finalmente, ele expõe a dificuldade para a criação de lealdades nacionais em contextos de escassez de voluntários, quando as demandas nacionalizantes chocaram-se com uma forte vinculação dos indivíduos às suas localidades.

 

Sobre o autor: Vitor Izecksohn é professor de cursos de graduação e do Programa de Pós-Graduação da UFRJ e pesquisador do CNPq. É Doutor pela Universidade de New Hampshire. Foi professor visitante da Brown University e da Elliot School of International Affairs. Foi pesquisador visitante na Universidade de Yale, na John Carter Brown Library e no Instituto Max Planck. Atualmente é pesquisador associado à Biblioteca Nacional Fred W. Smith para o Estudo de George Washington. Sua pesquisa envolve a crise federativa nas Américas e as Guerras dos anos de 1860.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


  • Autor: Vitor Izecksohn
  • Páginas: 354 páginas
  • Medida: Altura: 01cm, Largura: 14cm, Comprimento: 21cm
  • Peso: 250 gramas

Confira os produtos