Entre togas e grilhões, de Victor Hugo Siqueira

Entre togas e grilhões, de Victor Hugo Siqueira

Marca: Alameda Modelo: 2021 Referência: 978-65-5966-045-2

  • Páginas: 258 páginas
  • Medida: Altura: 01cm, Largura: 14cm, Comprimento: 21cm
  • Peso: 500 gramas

Por:
R$ 49,00

ou 3x de R$ 16,99 com juros
Simulador de Frete
- Calcular frete

O acesso à justiça dos escravizados no Maranhão Oitocentista (1860-1888)


Entre togas e grilhões é uma contribuição original à fecunda historiografia sobre direito e escravidão do século XIX no Brasil. Para um campo que centrou a atenção nas zonas urbanas do centro-sul do Império, a escolha do autor recaiu em processos judiciais de comarcas do Maranhão entre 1860-1888, considerado então a periferia do estado imperial. 

O trabalho enfoca o tópico, em grande medida inexplorado pela historiografia brasileira sobre a escravidão, das condições de acesso à justiça, como a atuação dos curadores. Processos pela primeira vez trabalhados são lidos como fontes para acessar a experiência da escravização ou da “intranquila” liberdade. Mas também são o meio ambivalente para dar forma jurídica ao estatuto da escravidão ou fazer a contestação de sua legitimidade e legalidade. 
O que se descortina é a ação de escravizados, forros e livres, de cor sob constante perigo de (re)escravização em um quadro de indeterminação do direito. Vemos em uso um caleidoscópio de interpretações jurídicas já conhecido em outras partes do Império, o que dá o que pensar sobre os canais de circulação e formação do saber normativo por livros, periódicos e jornais. 
A experiência de Victor Hugo Siqueira, como funcionário da justiça e exímio pesquisador, revela sua acuidade para tirar proveito da prática em destrinchar e citar os processos, a fim de narrar a vida de quem age e sofre nos rincões da monarquia. Para a história da escravidão no Brasil, o livro revela particulariedades de uma região distante da corte, mas totalmente inserida no sistema escravista de trabalho. 

Sobre o autor: Victor Hugo Siqueira é mestre em Direito pela Universidade Federal do Ceará, pesquisador do Núcleo de Estudos sobre Direito na América Portuguesa e defensor público. Desenvolve pesquisas na área de História do Direito, relacionada ao acesso à justiça de populações vulneráveis e à história da escravidão.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Páginas: 258 páginas
  • Medida: Altura: 01cm, Largura: 14cm, Comprimento: 21cm
  • Peso: 500 gramas

Confira os produtos