Código: 232

Inês de Castro, a época e a memória

Bookmark and Share

Referência: 978-85-98325-65-1


Por:
R$ 42,00

ou 3x sem Tarifa de R$ 14,00
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

Inês de Castro, a época e a memória 

Um retrato de Portugal da Idade Média a partir do drama da mulher que virou rainha depois de morta

A história portuguesa é pródiga em apresentar momentos em que o histórico e o mítico se misturam. Um desses episódios, que ocorreu em meados do século XIV, é o romance entre D. Pedro I, que se tornaria rei de Portugal em 1357, e Inês de Castro, que entrou para a história como aquela “que se tornou rainha depois de morta”. Inês foi assassinada em 1355 a mando de D. Afonso IV, então monarca português e pai de D. Pedro, que era contrário ao romance.

O tema ganhou grande expressão na cultura erudita e na memória popular não apenas de Portugal, mas também de toda a Europa, tendo sido cantado e narrado por poetas, dramaturgos, e cineastas ao longo de todo esse tempo. É a partir desse episódio – até hoje envolto em controvérsias e mitos – que um grupo de estudiosos desse fato pitoresco da história e da literatura portuguesa elaborou uma série de artigos reunidos no livro Inês de Castro, a época e a memória.

Ao abordar temas como o papel da mulher em Portugal no século XIV, a importância da Igreja e a figuração de Inês na historiografia, nas artes plásticas e no teatro, a obra também traça um retrato de um país que emergia da Reconquista cristã e que lutava para manter sua independência frente a outros reinos ibéricos. 

O livro também pretende, além de traçar esse perfil, auxiliar no desenvolvimento do debate entre história e literatura. E vem preencher uma lacuna no mercado editorial brasileiro, bastante carente de publicações que tratem desse tema tão singular na história da Idade Média portuguesa – que, na realidade, corresponde também ao período medieval que o Brasil não teve.

 

Os organizadores: Ana Paula Torres Megiani é professora de História Ibérica da FFLCH/USP e autora do livro O rei ausente (Alameda). Jorge Pereira de Sampaio é membro do Instituto do Patrimônio Artístico e Arquitetônico de Portugal.

Deixe seu comentário e sua avaliação


Características