Machado de Assis e as primeiras incertezas, de Wilton José Marques

Machado de Assis e as primeiras incertezas, de Wilton José Marques

Marca: Alameda Modelo: 2022

  • Medida: Altura: 01cm, Largura: 16cm, Comprimento: 23cm
  • Páginas: 486
  • Peso: 500g

Por:
R$ 86,00

R$ 81,70 à vista com desconto Pix - Yapay
ou 3x de R$ 29,82 com juros
Simulador de Frete
- Calcular frete

Machado de Assis e as primeiras incertezas: A formação literária, o poema inédito e o malogro do primeiro livro, de Wilton José Marques

A ideia deste livro nasceu da (re) descoberta de um inédito de Machado de Assis, o poema “O grito do Ipiranga” (1856). Tal fato trouxe consigo várias perguntas. E quase todas levavam ao mesmo lugar histórico da juventude literária do autor, ao tempo das primeiras incertezas, isto é, entre os anos de 1854 e 1860, delimitados entre a publicação do primeiro poema no Periódico dos Pobres e a sua entrada para a redação do Diário do Rio de Janeiro, o que, inclusive, permitiu uma visada mais aprofundada sobre o período. Esse momento da vida literária de Machado de Assis, além de pouco estudado, é carente de maiores informações.

Nesse sentido, o livro apresenta várias novidades, algumas inéditas. Dentre elas, a história do primeiro mestre do jovem Machado, o poeta português Francisco Gonçalves Braga; o fim do mistério biográfico de sua passagem como revisor pelo Correio Mercantil; a história da primeira “tradução” poética; a leitura do poema inédito; a precoce consciência literária nos primeiros poemas e textos críticos; os diálogos literários com Álvares de Azevedo e a história do malogrado primeiro livro de poemas, O livro dos vinte anos . Enfim, espera-se que, de alguma forma, o presente livro possa contribuir para um entendimento, talvez mais orgânico, da obra literária de Machado de Assis.

 

Sobre o autor Wilton José Marques é professor titular de literatura brasileira da Universidade Federal de São Carlos. Em 2011, recebeu o prêmio Jabuti pelo livro Gonçalves Dias: o poeta na contramão (EDUFSCar: 2010). Publicou também nove verbetes no Le dictionnaire universel des créatrices (Éditions Des Fem - mes, 2013), O poeta do lá (EDUFSCar: 2014), O poeta sem livro e a pietà indígena (Editora da UNICAMP: 2015) e, mais recentemente, Ao correr da pena (folhetins inéditos), de José de Alencar (EDUFSCar: 2017) e Leituras oitocentistas (EDUFSCAR: 2019), coletânea organizada com Franco Baptista San danello em comemoração aos quinze anos do grupo de pesquisa Núcleo de Estudos Oitocentistas (NEO/UFSCar). É pesquisador do CNPq.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.
  • Medida: Altura: 01cm, Largura: 16cm, Comprimento: 23cm
  • Páginas: 486
  • Peso: 500g

Confira os produtos