Código: 1607

Figueiredo Pimentel, organização de Leonardo Mendes e Pedro Paulo Catharina

Bookmark and Share

Marca: Alameda Modelo: 2019 Referência: 9788579396199


Por:
R$ 66,00

ou 3x de R$ 22,88 com juros
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

Um polígrafo na Belle Époque

A presente publicação põe em destaque o papel de Figueiredo Pimentel na definição de contornos, sensibilidades, modas e hábitos culturais da Belle Époque brasileira, no jornalismo e na literatura, incluindo seus romances naturalistas de escândalo, que testavam padrões de censura e tolerância, assim como anunciavam uma nova era mundana e cosmopolita na qual o sexo, nas brochuras baratas, nas casas de teatro e nas fitas dos cinematógrafos, aparecia como um produto de consumo. Figueiredo Pimentel desponta como um polígrafo capaz de atender ao gosto variado e expansivo do público leitor da Belle Époque.
Ao encarar a escrita como uma atividade profissional – e não como uma vocação –, era capaz de publicar, ao mesmo tempo, Um canalha e Contos da Carochinha, ou seja, um romance naturalista para adultos, com personagens de comportamento “imoral”, e adaptações de contos infantis voltados para uma pedagogia da infância e da nascente cidadania republicana. Outras facetas dessa rica poligrafia – o poeta, o contista e o folhetinista – aguardam futuras investigações.


Os Organizadores

Sobre os organizadores: Leonardo  Marques é Doutor em Teoria Literária pela Universidade do Texas (EUA) e Professor da UERJ. É autor de O retrato do imperador: negociação, sexualidade e romance naturalista no Brasil (2000)
e inúmeros artigos em periódicos indexados da área, tais como
Álbum de Caliban: Coelho Neto e a literatura pornográfica na Primeira República (2017) e Zola as pornographic point of reference in late nineteenth-century Brazil (2018).


Pedro  Paulo Garcia  Ferreira Catharina é Doutor em Letras Neolatinas e Professor da UFRJ. Correspondente Estrangeiro da Société Huysmans (Paris), publicou Quadros literários fin-de-siècle; um estudo de Às avessas, de J.-K. Huysmans (2005). Com Celina Moreira de Mello organizou Crítica e movimentos estéticos: configurações discursivas
do campo literário (2006) e Cenas da literatura moderna (2010). Republicou com Leonardo Mendes em 2015 o romance O aborto, de Figueiredo Pimentel.

Deixe seu comentário e sua avaliação







- Máximo de 512 caracteres.

Clique para Avaliar


  • Avaliação:
Enviar
Faça seu login e comente.

Características


  • Medida: Altura: 01cm, Largura: 14cm, Comprimento: 21cm
  • Páginas: 358 páginas
  • Peso: 415 gramas